PENISCOPIA

O que é?

É um exame indolor realizado por um médico especialista em urologia para identificar lesões ou alterações cutâneas imperceptíveis a olho nu, que podem estar presentes no pênis, escroto ou região perianal. Com isso, diagnostica infecções genitais, principalmente infecções por HPV, quando neste último caso, observa a presença de verrugas microscópicas. Consiste na avaliação da região genital de maneira mais ampla, incluindo além do pênis, a uretra, escroto, púbis, região inguinal e região perineal.

Indicação

     - Parceiros de Mulheres com HPV e Neoplasia de Colo Uterino
     - Pacientes com Balanopostite
     - Pacientes com Outras DST
     - Pacientes com Verrugas Visíveis
     - Pacientes com Múltiplas Parceiras: Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 3 parceiras diferentes num ano
     - Outras Indicações: exame pré-nupcial e quando do início de um novo relacionamento

Exames Necessários

     - Não necessita de exames prévios

Qual o Preparo?

     - Aparar os pêlos pubianos antes do exame
     - Evitar contato íntimo durante 3 dias
     - Não colocar remédios no pênis no dia do exame
     - Não lavar os genitais imediatamente antes do exame

Como se Realiza?

O paciente fica deitado na maca (algumas ocasiões é necessário ficar em posição de litotomia). A genitália é embebida por compressas com ácido acético a 5% por 3 a 5 minutos. Em seguida, observamos a região através de um peniscópio, um aparelho com lentes capazes de aumentar em 40 vezes a imagem, facilitando a visualização das lesões microscópicas. Caso seja localizada pelo médico qualquer anormalidade, será necessário fazer uma biópsia e enviar o material colhido para análise em laboratório de patologia. 

Orientações

Não é necessário repouso. O paciente pode retomar suas atividades imediatamente após a realização do exame.

Recomendações

Realizar o preparo adequadamente.

Riscos

Não existem riscos e nem contraindicações.

Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE)

"Eu, abaixo assinado, autorizo o Dr. FÁBIO QUINTILIANO E LIMA e/ou seus assistentes a realizar a peniscopia (procedimento necessário para a investigação de infecções genitais). 

Antes do procedimento foi me explicado sobre a necessidade da realização da peniscopia. Também os médicos me esclareceram sobre o procedimento.

Disseram que ele é feito sem anestesia e que é realizado com ácido acético em toda a genitália.

O ácido acético serve para orientar o médico no momento de retirar os fragmentos para biópsia, quando necessário for. Estes fragmentos quando retirados são enviados para o laboratório.

Fui esclarecido também que o procedimento de biópsia não é livre de complicações. Pode ocorrer  muito raramente, infecção cutânea secundária. 

De qualquer maneira, fiquei certo de que se precisar posso entrar em contato com meu médico urologista a qualquer momento depois do exame. 
Fiquei sabendo que depois do procedimento posso retornar ao meu trabalho. Não posso me esquecer de que depois de receber o resultado da biópsia (caso haja a necessidade) devo levá-lo ao meu médico para, dependendo do resultado, ele adotar o tratamento correto para o meu caso.

Diante do exposto, eu ___________________, RG _____, estou ciente dos esclarecimentos acima e manifesto que desejo ser submetido à peniscopia por minha livre e espontânea vontade.

_________________
Assinatura do paciente

________________
Assinatura da testemunha

Nome da testemunha:____________ R.G.: _______

Certifico que este documento me foi explicado e que o li ou que o mesmo foi lido para mim e que entendi o seu conteúdo."

A SBU recomenda que os urologistas apresentem este texto aos seus pacientes.

A assinatura deste Consentimento Pós-Informado não dispensa o médico de consignar no Prontuário Médico as informações e opções oferecidas ao paciente, suas possíveis complicações e a decisão que ele tomou livremente.

Marque Sua Consulta

Agende sua consulta com Dr. Fábio Quintiliano. O agendamento da consulta é um serviço gratuito, fácil, rápido e seguro.

Marque sua Consulta

Siga-nos no Instagram