Recomendações Urológicas para COVID-19: Diretrizes Gerais

Aviso Legal

As recomendações da da EAU COVID-19 são para apoiar sistemas de saúde sob severas restrições durante a pandemia, mas sua aplicação deve ser modulada de acordo com condições pandêmicas locais e restrições na atividade clínica e cirúrgica devido a diretrizes e diretrizes médicas locais.

 

RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS:

 

1. Dependendo dos recursos e da capacidade, recomendamos tratar cirurgicamente apenas casos de emergência e de alta prioridade durante a pandemia de COVID.

2. Considere não apenas a capacidade do equipamento, mas também leitos de UTI , o suprimento de sangue e a escassez de medicamentos para priorizar suas cirurgias.

3. Considere que, mesmo que haja capacidade disponível, os pacientes de baixa prioridade aumentam o risco de transmissão do COVID entre pacientes e equipe.

4. Considerar que a cirurgia foi relatada como prejudicial em pacientes assintomáticos que posteriormente testaram positivo para COVID.

5. Considere tratar pacientes de prioridade intermediária se houver capacidade disponível, mas não durante o aumento do COVID

6. Considere pacientes idosos com comorbidade em risco severo de infecção por COVID e um resultado fatal. Portanto, atenção cuidadosa se em casos de alta prioridade a cirurgia é a única alternativa.

7. Nos casos em que a capacidade de ventilação mecânica para pacientes com COVID tenha sido ultrapassada, candidatos cirúrgicos de alta prioridadeque necessitam de ventilação na UTI devem ser triados de acordo com asrecomendações locais  - ou, se não disponíveis - idade e comorbidade.

8. Siga as recomendações locais para testar a equipe e os pacientes quanto ao COVID, se houver recursos acessíveis. Estes podem diferir por hospital e país. Esteja ciente de que eles podem mudar à medida que novas informações estão chegando.

9. Siga as recomendações locais para equipamentos de proteção individual (EPI), se recursos estão disponíveis; Sociedade Americana de Cirurgiões Gastrointestinais e Endoscópicos (SAGES) aconselha EPI completo, independentemente do status COVID do paciente. 

10. Usar EPI completo para pacientes positivos para COVID, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso deve incluir luvas duplas, aventais, escudos e máscaras à prova de vírus.

11. A intubação e extubação devem ocorrer preferencialmente em uma sala de pressão negativa se disponível.

12. Todo o pessoal não essencial deve ficar fora da sala de operações durante o procedimento.

13. Defina as unidades do bisturi elétrico nas configurações mais baixas possíveis para alcançar o efeito necessário.

14. Evite ou reduza o uso de eletrocirurgia monopolar, dissectores ultrassônicos e dispositivos bipolares avançados, pois podem levar à aerossolização de partículas.

15. Use, se disponível, dispositivos portáteis de diatermia monopolar com evacuadores de fumaça acoplados

16. Limpe o equipamento cirúrgico dos pacientes positivos ou suspeitos de COVID separadamente.

Marque Sua Consulta

Agende sua consulta com Dr. Fábio Quintiliano. O agendamento da consulta é um serviço gratuito, fácil, rápido e seguro.

Marque sua Consulta

Siga-nos no Instagram